10.16.2016

Nica Amaral



A Casca

De: Nica Amaral

Só as conquistas foram expostas no medalheiro.
O tampo de cristal brilhava tanto que ofuscava os metais.
Blindado, em minhas cascas de aço, não encontrei respostas.
Mas, toda aquela transparência incutia ferventes indagações.

Mergulhado em metal derretendo, respondi tudo ao silêncio.
Professo, encontrei no profundo, o que nunca perguntei.
Emergiu entre as medalhas, meu esconderijo secreto.

Ali, guardei só as derrotas.
Iludido, escondia cada vez mais.
Amontoei tudo em ribanceiras emocionais, minhas grotas.
E ao ver exposto um talento medalhado, reagiram minhas emoções.

Na significância daquele momento...
Beirando precipícios sentimentais, lembrei tudo que passei.
E já não fazia mais sentido esconder as molas propulsoras do meu sucesso.

Apoie a Literatura! Proteja a Natureza!

Incentive o autor e a publicação de novas obras digitais!

•±•

Sem comentários :